Economia

Venda de parte da Embraer para Boieng é aprovada pelo Cade sem restrições

Nesta segunda-feira, 27, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a compra de parte da Embraer pela Boeing. Entenda o porquê!

Nesta segunda-feira, 27, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a compra de parte da Embraer pela Boeing. Por meio de pareceres técnicos, a autarquia chegou à conclusão de que as empresas não são concorrentes e, por isso, a operação não traria riscos para a rivalidade do mercado.

Vale mencionar que a decisão do Conselho ainda pode ser contestada por algum de seus membros dentro do período de 15 dias. Se isso acontecer, o caso será levado a tribunal. Além do Cade, a União Europeia também precisa aprovar a venda da empresa brasileira. Ela prorrogou a sua decisão para o dia 30 de abril. Quer entender como funcionará o acordo entre a Embraer e a corporação norte-americana? Então continue lendo o nosso artigo!

Detalhes sobre a venda de parte da Embraer para a Boeing

O acordo entre a Embraer e a Boeing é composto de duas etapas. A primeira consiste na criação de uma nova empresa chamada de “Boeing Brasil-Commercial”. A Boeing adquirirá 80% do capital da corporação brasileira relacionado à aviação comercial. Os outros 20% continuarão sendo da Embraer, que estará encarregada de desenvolver, produzir e vender aviões com capacidade de até 146 assentos.

Para concretizar o acordo, a corporação norte-americana terá que pagar UR$ 4,2 bilhões para a instituição brasileira.

Já a segunda parte da operação consiste na formação de uma joint venture. 54% dessa nova empresa, chamada de EB Defense, será da Embraer e o restante pertencerá à Boeing. A instituição terá o objetivo de produzir a aeronave KC-390, que tem função de transporte e de segurança. Até o momento, esse é o maior modelo fabricado no Brasil.

De acordo com o Cade, a empresa brasileira passará a ser uma parceira estratégica da Boeing. Por essa razão, o remanescente da Embraer — que ainda será responsável pelos ramos de aviação executiva e de defesa — poderá ser beneficiado pela cooperação tecnológica e comercial entre as empresas.

Considerações finais

Isto posto, nós do Financeiro Consulte esperamos ter esclarecido por que o Cade aprovou o acordo entre as empresas Embraer e Boeing. Comente o que você acha da venda de parte da empresa brasileira. Além disso, também diga se você concorda com a decisão do Conselho. Por fim, não deixe de acompanhar os próximos artigos do site. Nós publicaremos aqui notícias relevantes sobre a economia do país e do mundo.

 

Fonte: Folha de S. Paulo e G1 

 

Em Alta

content

Auxílio Emergencial: Saiba quanto você vai conseguir receber

Ainda não sabe quanto você vai receber de Auxílio Emergencial? Serão 4 parcelas. Acesse o nosso site e saiba tudo sobre esse assunto!

Continue lendo
content

Empréstimo Noverde

O empréstimo Noverde oferece benefícios exclusivos a todos os seus clientes! Acesse o nosso site e tenha todas as informações sobre o assunto

Continue lendo
content

Saiba como solicitar o cartão de crédito Smiles

Saiba como solicitar o cartão de crédito Smiles que oferece um ótimo programa de milhas e diversos outros benefícios. Acesse o nosso site!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Novo coronavírus: o aumento de preços pelos comerciantes é justificável?

Embora algumas pessoas argumentem que o aumento de preços durante as crises seja injusto, é necessário ter calma antes de fazer qualquer julgamento! Entenda o porquê!

Continue lendo
content

Mercado crédito veio trazer mais facilidades para os usuários do Mercado Livre

Conheça o Mercado Crédito que veio oferecer muito mais facilidade para os consumidores. Acesse o nosso site para mais informações!

Continue lendo
content

Cartão de Crédito Casas Bahia

Se está interessado em ter um cartão de crédito Casas Bahia, mas não sabe ainda quais são as vantagens de ter um, este post vai ajudar.

Continue lendo