Economia

Governo prevê o déficit primário e a dívida bruta para 2020 e 2021 de forma otimista

O governo brasileiro calcula mensalmente o quanto o déficit primário e a dívida bruta do país irão diminuir ou aumentar nos meses e anos seguintes. Saiba quais são as previsões do governo para 2020 e 2021.

Anúncios

Muitos brasileiros estão tão endividados que não conseguem prever quando irão pagar todos os seus boletos. O governo do país também vive essa realidade, já que atualmente deve uma quantia exorbitante de dinheiro. Ainda assim, os nossos representantes calculam mensalmente o quanto o déficit primário e a dívida bruta do país irão diminuir ou aumentar nos meses e anos seguintes.

Nesta quinta-feira, 16, o Ministério da Economia divulgou o relatório Prisma Fiscal de janeiro/2020. Dentre outras informações, esse documento revelou que, neste mês, a previsão do governo com relação à dívida pública de 2020 e 2021 foi mais otimista do que a que foi feita no mês passado. Continue lendo este artigo para saber quais foram os números apontados pelos economistas.

Mais informações sobre o déficit primários e a dívida bruta previstos pelo governo

Em dezembro de 2020, o governo estava esperando que em 2020 o valor do déficit primário fosse de R$ 83.992 bilhões. No entanto, neste mês, a previsão mudou. De acordo com o relatório Prisma Fiscal, a expectativa dos economistas é de que o déficit primário seja de R$ 82,335 bilhões. Assim sendo, o número é mais otimista.

É importante afirmar que esse número fica muito abaixo da meta de déficit primário deste ano. O valor que foi estipulado é de R$ 124,1 bilhões.

Com relação ao ano de 2021, o número divulgado neste mês pelo governo também é otimista. Em dezembro do ano passado, os economistas tinham a expectativa de que o déficit primário fosse de R$ 47,613 bilhões. Esse número é um pouco maior do que aquele que foi divulgado neste mês (R$ 47,151 bilhões).

Também é importante apresentar a expectativa do governo com relação à dívida bruta do país. No mês passado, os economistas esperavam que em 2020 o país devesse 79% do seu Produto Interno Bruto (PIB). No entanto, agora em janeiro, a previsão é de que o Brasil deva 78%.

Com relação ao próximo ano, o governo também está esperando um cenário mais positivo. Se em dezembro de 2019, tinha-se a expectativa de que o país deveria 78,07% do PIB, agora os números são diferentes. Os economistas preveem que a dívida da União em 2021 seja de 79,45% do seu Produto Interno Bruto.

Considerações finais

Tendo dito isso, nós do Financeiro Consulte, esperamos ter esclarecido em que sentido as previsões do governo foram mais otimistas. Assim sendo, comente o que você achou a respeito dos dados sobre o déficit primário e a dívida bruta do país. Também não deixe de acompanhar as notícias do nosso site!

 

Fonte: Exame 

Em Alta

content

Cartão BV Elo Grafite

Conheça o cartão BV Elo Grafite que oferece um ótimo programa de pontos e diversas outras vantagens! Acesse nosso site para saber mais.

Continue lendo
content

Cartão de crédito Bradesco Elo Internacional

Saiba como funciona o cartão de crédito Bradesco Elo Internacional e quais são as vantagens oferecidas! Acesse nosso site para saber mais.

Continue lendo
content

Jeff Bezos, Elon Musk e Bill Gates podem ajudar a salvar vidas durante a pandemia!

Existem três bilionários que podem usar a tecnologia para salvar vidas: Jeff Bezos, Elon Musk e Bill Gates. Saiba mais sobre essa questão!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Neon x Nubank: Veja as principais vantagens oferecidas

Saiba quais são as principais vantagens oferecidas pelas instituições financeiras Neon x Nubank. Acesse o nosso site agora mesmo!

Continue lendo
content

Saiba como solicitar o empréstimo consignado HCred

Está em busca de conseguir um empréstimo que ofereça taxas mais acessíveis? Saiba como solicitar o empréstimo consignado HCred!

Continue lendo
content

Como solicitar o cartão de crédito Méliuz

Veja como solicitar o cartão de crédito Méliuz que oferece diversas vantagens a todos os seus clientes. Acesse o nosso site agora mesmo.

Continue lendo