Economia

Mesmo com desaceleração do preço das carnes, prévia da inflação de janeiro é a maior em 4 anos

O IBGE divulgou, nesta quinta-feira (23) os dados relativos ao IPCA-15. Descubra as principais informações apontados pelo índice e Entenda o impacto das carnes sobre o resultado de janeiro.

Agora em janeiro, o encarecimento do preço das carnes não foi tão marcante quanto em dezembro de 2019. De acordo com os dados divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira (23), no último mês do ano passado, o item teve alta de 17,71%. Já neste mês, o produto ficou apenas 4,83% mais caro. Ainda assim, ele teve o maior impacto no IPCA-15 (prévia da inflação).

As carnes tiveram a contribuição de 0,15 ponto percentual (p.p.) no índice, cuja variação foi de 0,71% em janeiro. Vale mencionar que esse percentual é o maior do mês nos últimos quatro anos. Quer saber mais sobre os dados divulgados pelo IBGE? Então continue lendo o nosso artigo.

A inflação de janeiro continuou alta mesmo com a desaceleração do preço das carnes. Entenda! (Foto: Divulgação)

Mais dados a respeito do preço das carnes e da prévia da inflação em janeiro

De acordo com o IBGE, o grupo que mais teve alta de preço na passagem de dezembro para janeiro foi o de alimentação e bebidas (1,87%). Dentro dele, as carnes tiveram a maior variação, mas outros itens também ficaram mais caros. As frutas e o frango inteiro tiveram alta de 3,98% e 4,86% respectivamente. Por outro lado, a cebola teve queda de preço (-5,43%).

Ainda que o grupo das carnes tenha tido maior impacto no resultado de janeiro, a desaceleração do seu preço fez com que a prévia de inflação deste mês (0,71%) tenha sido menor do que a de dezembro (1,05%). No entanto, é importante destacar que a variação atual foi a maior de janeiro em 4 anos. De acordo com o IBGE, em 2019, a prévia da inflação variou 0,3% no primeiro mês do ano. Em 2016, por sua vez, a variação foi de 0,92%.

O IBGE também revelou que, em 12 meses, o índice acumulou alta de 4,4%. Essa variação é mais alta que a registrada nos 12 meses imediatamente anteriores (3,91%). Vale mencionar que a variação do ano passado ficou acima do centro da meta para este ano. Espera-se que o índice acumule alta de 4%, podendo variar entre 2,5% e 5,5%.

Considerações finais

Tendo dito isso, nós do Financeiro Consulte esperamos que você tenha entendido porque, mesmo com a desaceleração no preço das carnes, o IPCA-15 em janeiro foi o maior em 4 anos. Comente abaixo o que você achou dos dados divulgados pelo IBGE e se você já tinha notado as mudanças apontadas pelo índice. Além disso, não deixe de acompanhar os artigos que publicaremos no site! Nós te deixaremos a par das principais notícias.

 

Fonte: Uol e Agência IBGE Notícias

Em Alta

content

Cartão Vivo Santander

Veja agora como funciona o cartão Vivo Santander e conheça todas as suas vantagens! Acesse nosso site para saber mais informações.

Continue lendo
content

Cartão C6 Bank Business

Conheça o cartão C6 Bank Business que pode ser uma ótima opção para a sua empresa! Acesse o nosso site para saber mais informações.

Continue lendo
content

Samsung anuncia um cartão de crédito com leitor de impressão digital

A Samsung anunciou recentemente um cartão de crédito que vai funcionar somente com a sua impressão digital. Acesse nosso site agora mesmo!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Saiba quais são os melhores cartões de crédito com cashback

Veja agora quais são os melhores cartões de crédito com cashback e escolha a melhor opção para você! Acesse nosso site para saber mais.

Continue lendo
content

Cartões de crédito tradicionais: Conheça as melhores opções

Conheça os melhores cartões de crédito tradicionais e escolha a opção perfeita para você. Acesse o nosso site agora mesmo.

Continue lendo
content

Empréstimo para Negativado Banco Itaú

Entenda tudo sobre o empréstimo para negativado Banco Itaú, veja quais são as vantagens oferecidas e como solicitar. Acesse nosso site agora.

Continue lendo